Finanças

O que é o fluxo de caixa? Como se faz o fluxo de caixa?

É essencial ter um fluxo de caixa perfeito, isso mantém sua empresa crescendo de forma competitiva no mercado. Você não pode esquecer de alguns aspectos em relação a essa atividade, entre eles estão: fazer o registro de todos os lançamentos, as contas que terá que pagar e as que vai receber e, ainda, entender a importância de contar relatórios e gráficos para esclarecer as informações financeiras do negócio da melhor forma. Outro ponto importante é poder contar com a ajuda da tecnologia e estabelecer indicadores para acompanhar a evolução das finanças da empresa. Veja a seguir seis dicas importantes para ter um fluxo de caixa excelente no seu negócio.

Veja também:
O que é independência financeira? O que fazer para conquistar?
Anuidade do cartão de crédito: Tire suas dúvidas sobre o assunto!
O que são milhas? Como utilizar as milhas do cartão?

Faça o registro de todas as movimentações financeiras

Para ter um fluxo de caixa impecável, é fundamental ter em mente que todas as movimentações financeiras da sua empresa precisam ser corretamente registradas, independente do valor e também de ser entrada ou saída de caixa. tendo esse cuidado, a pessoa consegue desvendar quais as principais despesas do negócio, e quanto dá a soma dos pequenos gastos, ainda é possível executar mudanças para assim, diminuir o desperdício de dinheiro.

Quando todas as entradas são registradas, fica mais fácil verificar quais são as principais fontes de receita do negócio e estudar como melhorar ainda mais.

Categorize entradas e saídas de dinheiro

É importante não deixar de registrar todas as movimentações financeiras no caixa da empresa, mesmo que sejam pequenas, também é necessário ter cuidado para separar as receitas e as despesas em diferentes categorias. Assim, é possível identificar os tipos de entradas e de saídas do seu negócio e de onde aparecem.

Na categorização de receitas e despesas é importante ser o mais específico possível, para saber como você usou os recursos que entraram e de onde saíram.

É importante pensar à longo prazo 

Na hora de fazer um fluxo de caixa é preciso ter em mente a importância do planejamento e de pensar a longo prazo, só assim você conseguirá fazer um fluxo de caixa perfeito. Através do fluxo de caixa, você pode realizar projeção média para o ano todo. Isso irá permitir a verificação de diferentes cenários e ajuda a preparar a empresa para possíveis crises ou  qualquer obstáculo que venha aparecer no caminho.

Quando estipulamos as receitas e despesas corporativas de forma mensal, é possível ter um fluxo de caixa eficaz.

Com isso, você consegue comparar no final do mês o que foi planejado com o fluxo real da empresa. Dessa forma, você saberá identificar quais foram os gastos inesperados que apareceram no caminho e quais medidas devem ser tomadas para que isso não aconteça mais futuramente.

Faça o controle diário

Uma ferramenta essencial para uma boa gestão financeira de uma empresa é o fluxo de caixa. Por isso, é importante que você, como gestor, tire um tempo todos os dias para verificar essas áreas e controlar as finanças do negócio. Jamais encerre o dia de trabalho sem fechar o caixa e verificar a situação dos outros dias: as próximas contas a pagar e as que vai receber, os pagamentos que estão em atraso e os clientes que têm que ser cobrados, entre outros.

Lembre-se que falhas no fluxo de caixa podem interferir na tomada de decisões e, assim, prejudicar o desenvolvimento da empresa e também sua saúde financeira.

O que é fluxo de caixa?

O fluxo de caixa é o registro do dinheiro que entra e do que sai do caixa da empresa

Quando esse fluxo é registrado há mais possibilidade de administrar os recursos que ficam disponíveis para os próximos períodos.

As informações do fluxo de caixa, são instrumentos que servem para tomadas de decisões, pois terá dados suficientes para  basear uma estratégia diante do seu negócio em um curto espaço de tempo.

Não despreze a importância das métricas

Para ter certeza que sua empresa está alcançando os resultados financeiros esperados, é importante definir métricas e acompanhá-las frequentemente. O faturamento, saldo e o lucro, são indicadores que merecem mais atenção.

O primeiro deles está relacionado à quantidade de dinheiro que a empresa realmente recebe.Agora o saldo é o valor que tem em caixa quando as despesas das receitas recebidas são diminuídas. É importante que você mantenha um saldo sempre positivo, isso significa que é preciso ter a entrada superando sempre a saída. 

E por último a métrica que deve ser acompanhada de perto. Afinal, não adianta vender quantidades grandes se isso não traz lucro para a empresa.

Procure usar a tecnologia a seu favor

Mesmo sendo possível fazer o fluxo de caixa com o auxílio de uma planilha de Excel ou, até no caderno, esses não são os procedimentos indicados. O indicado é usar a tecnologia a seu favor e contar com o apoio de um sistema de gestão financeiro para auxiliar nessa tarefa. Usar um software também vai lhe ajudar a ter essa transformação que você necessita em um só lugar, isso facilita na hora de tomar decisões.

A importância do fluxo de caixa projetado

Além de criar um fluxo de caixa excelente com as dicas que foram dadas, é fundamental fazer a previsão do fluxo de caixa em confronto, esse instrumento possibilita que você antever vendas, custos e também a necessidade de provisões financeiras.

O mesmo te oferece base para encontrar previsões sobre:

  • Com ele você pode encontrar vendas e recebimentos nos próximos meses e até no ano subsequente;
  • Com ele os você pode fazer pagamentos de insumos e demais custos (variáveis e fixos);
  • Com ele você tem disponibilidade financeira em caixa e nas contas para eventuais investimentos ou urgências;
  • Com ele você tem capital de giro para manter a operação por determinado período.

É importante destacar a diferença entre o fluxo de caixa e a previsão do mesmo, O fluxo de caixa é feito com informações realizadas com relação às receitas e despesas financeiras. E a projeção de fluxo de caixa é organizado de forma parecida, portanto, é levado em consideração estimativas de entrada e de saídas de dinheiro que irão impactar no  caixa do negócio.

Faça o Monitoramento da previsão do fluxo de caixa com frequência

É importante fazer o monitoramento da previsão do fluxo de caixa com frequência para não haja o descuido das expectativas de receitas e das estimativas de custos. Se as entradas e saídas estiverem discordando muito do previsto, é sinal de que fatores novos estão impactando nas vendas e gastos, o que requer atenção sua e dos gestores para descobrir o que está acontecendo.

Isto é preciso para que você saiba se é necessário contratar um empréstimo, se caso faltar dinheiro no caixa, ou se é preciso investir mais ou criar uma reserva financeira.

Para que o controle das finanças da empresa seja mantido em dia, é importante tirar um tempo todos os dias para acompanhar a entrada e a saída da sua conta corrente.

Outro ponto que não pode ser esquecido é o planejamento financeiro, ele jamais pode ficar de lado, é fundamental pensar no longo prazo e trabalhar com fluxo de caixa projetado, isto é, com previsão de receitas e despesas futuras.

O que é o fluxo de caixa é para que serve?

O fluxo de caixa é o registro do dinheiro que entra e do que sai do caixa da empresa

Quando esse fluxo é registrado há mais possibilidade de administrar os recursos que ficam disponíveis para os próximos períodos.

O fluxo de caixa serve para indicar se o seu negócio está financeiramente saudável, com ele o gestor acompanha as variações das movimentações financeiras no decorrer do tempo, assim pode tomar a melhor decisão com o dinheiro da empresa. com isso, o empreendedor fica sabendo:

Se vais sobrar dinheiro no futuro

Se vai ser possível oferecer um prazo maior de pagamento para seus clientes sem que isso comprometa as atividades da empresa

Se vai ser preciso negociar um prazo maior com seus fornecedores

Se vai ser necessário contratar um empréstimo

Uma empresa sem um fluxo de caixa fica muito difícil o empreendedor saber qual o seu saldo disponível e quanto precisa de capital de giro para manter as operações do dia a dia.

Similar Posts