Empréstimo

LTN: Entenda o que é e como investir

O mundo dos investimentos está cada vez mais atrativo para pessoas comuns devido à esperança de lucros rápidos e a difusão de práticas de educação financeira. No entanto, apesar de popular, o mercado financeiro ainda é um desafio e antes mesmo de iniciar as operações, é preciso estudar muito para entender como funcionam investimentos como o LTN, que são letras do Tesouro Nacional e que possibilitam lucro fixo e sem surpresa.

Dessa forma, se você tem interesse por negócios e mercado financeiro e quer saber mais sobre LTN para descobrir se ele é o investimento ideal para atender às suas necessidades, então esse artigo é para você. Nele, iremos falar sobre temas como o que é LTN, os tipos de LTN, as vantagens e desvantagens desse tipo de investimento, os custos e os tributos dele, entre outras coisas. Confira abaixo!

Veja também:
Ativo financeiro: O que é e como utilizar
Gestão financeira pessoal? O que é e qual a importância
Melhores dias para ter uma organização financeira

O que é LTN?

LNT, chamado desde 2015 de Tesouro Prefixado, são letras do Tesouro Nacional com as quais é possível determinar o rendimento do negócio antes mesmo dele ser fechado. Dessa forma, o LNT é considerado um investimento seguro (o quanto ele vai render deve ser determinado antes da compra e, por isso, não pode ser alterado) e ótimo negócio para quem deseja resgatá-lo a médio prazo (chegam a render algo em torno de 10% ao ano).

Sendo assim, esse tipo de aplicação é ideal para quem tem perfil conservador nos investimentos. Isso porque, ao contrário de outras modalidades como a LTF (pós-fixada e atrelada à Selic) e a  NTN-B (atrelada à inflação), a LNT tem uma rentabilidade fixa que independe do mercado e independe dos movimentos que o investidor faz. Assim, para você que deseja um investimento que te dê retorno em uns 3 anos e sem surpresas, esse é o negócio certo.

Quais são os tipos de LTN?

Basicamente, existem duas subdivisões da LTN: a tradicional, que é a que foi apresentada até agora e possui rentabilidade prefixada em uma data do futuro que foi determinada no ato do investimento (por exemplo, quando você comprou a rentabilidade estava 10% ao ano e você iria resgatar esse valor em 2025) e a Nota do Tesouro Nacional do tipo F, ou seja, a NTN F, que é um investimento que também é prefixado, mas que permite que o investidor faça o resgates de juros a cada semestre. 

Como funciona o LTN?

O LTN funciona como qualquer título do tesouro direto: comprando ele, é como se você estivesse emprestando dinheiro para o Governo Federal para que ele use esse dinheiro em projetos que servirão para aquecer a economia e, teoricamente, para aumentar a riqueza do país. Em outras palavras, é como se você fosse um banco que fornece crédito para alguém e esse alguém (no caso, o Tesouro Nacional) precisa devolver seu dinheiro com juros.

Dessa forma, por ser uma transação que envolve o Governo do país, uma instituição estável e que possui chances quase nulas de falir (se comparado com uma empresa), investir em LTN não oferece muitos riscos de calote. Nesse contexto, o argumento fica ainda mais forte porque, durante toda a história do Brasil, o governo nunca deixou de pagar suas contas, mesmo quando a situação financeira do país estava ruim.

Quais são as vantagens principais de investir na LTN? 

Existem diversas vantagens em investir na LTN, entre elas:

  • É um investimento considerado seguro por ser emitido pelo Tesouro Nacional;
  • Dá para determinar quanto você vai receber por esse título e quando você vai receber esse esse lucro em dinheiro e isso é determinado desde o dia em que o título for adquirido e isso não dá para mudar, a mesmo que você faça um saque antecipado;
  • Não precisa fazer mais nada além de uma única aplicação e o resgate no dia estipulado, ou seja, você não precisa ficar se preocupando com esse dinheiro;
  • Possui muitos vencimentos em negociação no Tesouro Direto e você pode escolher qual o que mais dá certo no seu caso;
  • É uma alternativa boa quando o IPCA e a Selic estão em baixa (desde que essa baixa seja recorrente e você tenha certeza que outros títulos não estão com lucratividade melhor);

Quais são as desvantagens de investir na LTN?

Apesar de ter inúmeras vantagens, nem tudo é perfeito e você deve ter bastante atenção em alguns detalhes antes de investir na LTN para não perder dinheiro (ou para não deixar de ganhar dinheiro em alguma proposta mais vantajosa). Sendo assim, analise as desvantagens desse investimento e veja ele é realmente o melhor para você:

  • Se você resgatar o título antes do vencimento, a rentabilidade pode ser diferente da que foi determinada durante a compra (ou seja, esse investimento não é indicado para reserva de emergência, por exemplo);
  • É financeiramente desvantajoso comprar esse título quando o IPC e a taxa Selic apresentam alta;

Como Calcular a Rentabilidade da LTN

A expressão usada para calcular a rentabilidade desse investimento é bastante simples: basta diminuir o valor do vencimento menos o valor que você pagou pelo LTN. Ou seja, algo parecido VALOR PAGO – VALOR RECEBIDO = RENTABILIDADE.

Como faço para investir em LTN?

Se você analisou o LTN e acha que essa opção é a melhor pra você, então está na hora de aprender como investir nela. Para esse propósito,você pode continuar de três formas:

  • No site do Tesouro Nacional: para isso, você só precisa entrar na parte restrita do site e comprar os títulos que desejar;
  • Em um site de Agente Custodiante: através do Home Broker, de corretoras e de bancos;
  • Por meio de autorização que você confere ao seu agente custodiante: assim, ele compra por você;

Custos e Tributos do Tesouro Direto

Antes de investir em LTN, você precisa saber que essa é uma operação que possui custos e que esses custos devem ser considerados quando você for fazer o cálculo do seu rendimento. Sendo assim, fique atento para não errar. Os rendimentos são::

  • IOF: esse é o famoso Imposto de Operações Financeira e ele só é cobrado caso o investidor precise resgatar o título ainda no primeiro mês de investimento (manobra que não é aconselhada);
  • Imposto de Renda: o valor do imposto de renda corresponde a uma porcentagem variável do lucro que você recebe com ações, sendo menor quanto maior o tempo o dinheiro passar investido. Abaixo, os valores:

O imposto de renda corresponde à 22,5% do lucro se o dinheiro ficar até 180 investido;

O imposto de renda corresponde à 20% do lucro se o dinheiro ficar mais do que 181 dias e menos do que 360 dias investido;

O imposto de renda  corresponde à 17,5% do lucro se o dinheiro ficar mais do que 361 dias e menos do que 720 dias investido;

O imposto de renda corresponde à 15% do lucro se o dinheiro ficar mais do que 720 dias investido;

  • Taxa cobrada pela BM&FBOVESPA: é a taxa de serviço que a bolsa cobra e ela custa 0.3% ao ano;
  • Taxa da financeira: essa é uma taxa cobrada pela instituição intermediária entre você e o tesouro e o valor dessa taxa depende de cada financeira, sendo que algumas até mesmo não o cobram;

Considerações Finais

O LTN é um investimento seguro e bastante rentável se comparado, por exemplo, com a caderneta de poupança. No entanto, antes de sair por aí comprando esses títulos, é importante que o investidor seja capaz de fazer uma análise dos prós e contras e, através disso, descobrir se de fato esse é o melhor negócio do momento (quando a taxa Selic está alta, por exemplo, esse investimento não é o mais indicado). Assim, tendo a certeza de que o dinheiro está na aplicação certa, ele renderá mais.